Coronha e Mucunã

Cipó de imbiri, olho de boi, micunã, pó de mico e mucunã assú. Estes são os nomes dados a uma mesma planta rica em benefícios à saúde humana, a coronha. Cientificamente chamada de Dioclea violacea, a erva pertence à família das Papilionaceae e além de ser considerada ornamental, possui ainda propriedades medicinais importantes para o organismo.

Essa planta, uma arvoreta de pequeno porte, adora nascer na beira de rios e córregos, aonde as suas sementes chegam, navegando. Essas sementes são muito resistentes à água e duram bastante, mesmo na água salgada do mar.

A coronha tem flores lilases, ou violáceas (não amarelas, como alguns textos afirmam), seus frutos são grandes vagens gorduchas, o tronco da árvore é resinoso.

A semente da Dioclea violacea é usada para o preparo de um tônico com propriedades calmantes, parasiticidas e formicidas. Na medicina popular também se usa a raspa da coronha para preparar chá, tintura ou garrafada.

Mucunã

A semente grande, bonita e lustrosa, que esquenta até queimar quando é esfregada, popularmente conhecida como mucunã.

Jaqueline Aragão Cordeiro

COISA DE CEARENSE

Author: Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *