Grupo de Incelenças de Barbalha

Foto: G1

Nome: Grupo de Incelênças de Barbalha
Tradição: incelências
Cidade: Barbalha (CE)
Ano da nomeação: 2012

Tudo começou com o padre Ibiapina, no século 19, que trouxe penitentes da Europa para catequizar os índios do Cariri, Sul do Ceará. Os penitentes eram religiosos que há até pouco tempo se autoflagelavam para livrar a alma dos pecados. Com o passar do tempo, as mulheres, que antes eram limitadas a cantar em velórios, passaram a levar adiante a tradição dos penitentes na região.

O grupo de incelenças já existe na comunidade do sitio cabeceiras, na cidade de Barbalha, há mais de um século, esta tradição é passada de geração em geração. Em 1987 foram convidadas para participar dos festejos de Santo Antônio na cidade de Barbalha, na época eram 16 mulheres e o anjo (criança, símbolo do grupo) tendo dona Terezinha (Maria Rodrigues de Lima) a chefe (mestra) onde fazia a primeira voz e conduzia os benditos. Com o passar dos tempos algumas foram saindo por motivo de doença e falecimento.

Em 2009 foram contempladas com o reconhecimento de tesouro vivo. Dona Terezinha passou a responsabilidade para sua sobrinha Sueli de Matos, que integrou no grupo como anjo, tendo com isso, a confiança por sua experiencia de muitos anos e o auxílio da sua mãe Francis Rodrigues. Hoje, o grupo é composto de 12 mulheres e o anjo, totalizando 13 integrantes e todas da mesma família, entre mãe, filhas, netas, primas e sobrinhas. O grupo tem a finalidade de cantar em velórios e sepultamentos.

Leia mais sobre as Incelenças nesse link

Fonte: Anuário do Ceará / G1 Ceará / mapa.cultura.ce.gov.br
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*