Eduardo Henrique Girão

Eduardo Henrique Girão nasceu em Morada Nova, no 12 de abril de 1882. Era filho de Eduardo Henrique Girão e Benvenuta Pessoa da Cunha Girão.

Iniciou os estudos no Liceu, cursou a Faculdade de Direito do Ceará até o 4° ano e diplomou-se pela de Recife em 1912. Exerceu a advocacia, defendendo os interesses de importantes empresas comerciais; industriais e bancários do Estado.

Professor da Escola de Comércio da Fênix Caixeiral (Direito Civil, Direito Comercial e Economia Política) e da Faculdade de Direito do Ceará (Direito Civil, que lecionou de 1916 a 1952). Foi Deputado Estadual; como Presidente da Assembleia Legislativa, assumiu a presidência do Estado em 1928, por motivo de renúncia do Presidente Moreira da Rocha. Foi deputado Federal e teve o mandato interrompido pela revolução de 1930, que levou Getúlio Vargas ao poder, desiludido, abandonou definitivamente a política, dedicando-se ao magistério e à advocacia.

Designado para rever a pertinente legislação estadual, elaborou um Código de Processo Civil e Comercial que, com pequenas alterações, foi adotado em 1921. Como advogado, representou o Ceará, de maneira brilhante, no Congresso de Direito Judiciário do Brasil, realizado no Rio de Janeiro. Recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Federal do Ceará.

Publicou: Ao Léu dos Dias (1950, 1952); Outras Frases – Outros Pensamentos (1955) e Vida e Pensamento (1957).

Após sua morte, ocorrida em 25 de dezembro de 1961, a Imprensa Universitária do Ceará reuniu em tomo parte dos seus Estudos Jurídicos.

Fonte: Portal da história do Ceará
Imagem: Arquivo Nirez
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*