GAIATICE – RAPIDINHAS QUASE SANTAS (PARTE 2)

Um padre está em missão em pleno pantanal mato-grossense, quando surge uma baita onça faminta. A fera lambe os lábios e se prepara pra dar o bote. O padre se ajoelha e diz:
– Ó Senhor, incute nesta fera sentimentos cristãos!
E a onça:
– Senhor, abençoai este alimento que vou receber agora !!!
Uma jovem no confessionário:
– Padre, ontem eu dormi com meu namorado.
– Mas isso é pecado, e pecado mortal minha filha.Reze cinco Pai Nosso de penitência!
A jovem fica mais algum tempo ajoelhada, pensa um pouco, e depois pergunta:
– Padre, e se eu rezar dez Padres Nossos? Será que posso dormir com ele hoje de novo?
A campainha toca na casa de uma bichinha, daquelas bem florzinha.
Quando ela atende dá de cara com duas freiras pedindo donativos.
– Meu filho, nós somos as irmãs de Cristo….
– Nooooooooossa!!! Como vocês estão conservadassssss!!!
Um burro morreu bem em frente de uma Igreja e, como uma semana depois, o corpo ainda estava lá, o padre resolveu reclamar com o Prefeito.
– Prefeito, tem um burro morto na frente da Igreja há quase uma semana!
E o Prefeito, grande adversário político do padre, alfinetou:
– Mas Padre, não é o senhor que tem a obrigação de cuidar dos mortos?
– Sim, sou eu! Mas também é minha obrigação avisar os parentes!
Tarde da noite, o padre passa perto de um cemitério e leva o maior susto quando escuta:
– Hum, hum, hum!
O padre pára, reza um pai-nosso, faz o sinal da cruz, enche-se de coragem e pergunta:
– Do que é que essa pobre alma está precisando?
– Papel higiêêêêênico !!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*