Oiticica

A Oiticica é uma espécie típica da caatinga do sertão, do seridó, do agreste piauiense e dos litorais do Ceará e do Rio Grande do Norte. Ocorre nas bacias hidrográficas do Piaui, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraiba, principalmente no sertão. Os vales nordestinos mais densamente florestados com a oiticica são: o da Paraíba, do Acaraú, do Jaguaribe, do Açu, do Apodi, do Ipanema do Piancó, do Piranhas e do Rio do Peixe.

A árvore pode atingir até 20 metros de altura e o seu tronco grosso ramifica-se a pouca distância do solo. Sua grande capacidade de viver em clima seco, caracteriza-se pela perenidade de suas folhas grossas e ásperas, revestidas de uma cobertura resistente que protege sua superfície contra a evaporação.

A oiticica emite brotação nova nos meses de maio e junho. De junho até outubro, solta as flores, os primeiros frutos já tem 3 cm quando fecunda a última flor. A abertura das flores coincide com a época mais seca do ano e são muito visitadas pelos insetos. Em geral, uma flor fica aberta quatro dias e o estigma torna-se mais úmido de madrugada. Durante o período mais mais quente do Nordeste, ou seja, de julho a dezembro, a oiticica encontra as condições mais favoráveis para seu florescimento, o que ocorre três vezes ao ano.

O óleo da oiticica apresenta alta secatividade, por isso, é utilizado na fabricação de tintas para automóveis, tintas para impressoras e vernizes.

Fonte: Embrapa
Imagem: FIEC
Jaqueline Aragão Cordeiro

4 Replies to “Oiticica”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*