Comida “Reimosa”

Não se trata de nenhuma classificação científica e sim de uma expressão antiga, ligada à sabedoria popular. Ainda bastante utilizado no Nordeste brasileiro, o termo define alimentos que podem provocar inflamação na pele por reação alérgica. Também chamados de alimentos carregados, o que os reimosos costumam ter em comum é a alta concentração de proteína e gordura animal. Carne de porco e de pato, camarão, caranguejo, moluscos e ovos encabeçam a lista. O que o povo chama de reima pode ser considerado um alergênico, que provoca reações em determinadas pessoas: coceira, diarreia e até intoxicações mais sérias em pacientes alérgicos, afirma Maria Lúcia Barreto Sá, nutricionista da Universidade Estadual do Ceará. O adjetivo reimoso, em si, pode ter outros sentidos: Significa não só qualquer coisa que faz mal ao sangue, como pessoas rabugentas e mal-humoradas. “Reima” é uma variante de “reuma”, que vem do grego e está também na raiz da palavra reumatismo, pois queria dizer originalmente corrimento ou catarro, diz Reginaldo de Carvalho, professor de português da Faculdade de Letras da USP.

1. Após a digestão do alimento reimoso, a proteína e a gordura penetram na corrente sanguínea e invadem os mastócitos, células responsáveis pelas reações alérgicas
2. A reação de defesa é imediata: os anticorpos IgE, células protetoras na superfície do mastócito, contra-atacam os invasores com disparos de histamina
3. Quanto mais alérgica for a pessoa, maior o número de anticorpos IgE. Nesses casos, a luta é tão violenta que acaba estourando o mastócito e liberando para o exterior as células de histamina. Ao chegar à pele, a histamina provoca coceira e inflamação: é a famosa reação alérgica.

E eu, como boa cearense do interior, prefiro crer na sabedoria popular, pois vendo o mundo com tantas doenças como vemos hoje, acho que viveríamos bem melhor com as crenças e superstições dos mais velhos.

Fonte: Superinteressante
Jaqueline Aragão Cordeiro

One Reply to “Comida “Reimosa””

Deixe um comentário para Anonymous Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*