O Governo de Caio Prado no Ceará (1888/89)

Caio da Silva Prado era filho de família rica, foi educado na Europa e fez curso de engenharia da França. De volta ao Brasil, matriculou-se na Faculdade de direito de São Paulo, graduando-se com brilhantismo. Foi eleito Deputado, dirigiu o “Correio Paulistano”, foi nomeado Presidente da Província de Alagoas e em 25 de março de 1888 foi nomeado Presidente da Província do Ceará, assumindo suas funções em 21 de abril de 1888. Os jornais da época noticiavam o desânimo da população e o crescente êxodo para os seringais da Amazônia. As preocupações eram naturais, pois a seca dos “três oitos” Continue lendo O Governo de Caio Prado no Ceará (1888/89)

GOVERNADORES DO CEARÁ – A ERA TASSO E OS FERREIRA GOMES

A ERA TASSO O ciclo dos coronéis no Ceará acabou a partir de 15 de março de 1987, com a transferência oficial do poder para o jovem empresário Tasso Jereissati. Tasso Jereissati (1987-1991). Tasso foi eleito com 52,3% dos votos, contra 30% do Coronel Adauto Bezerra. O então jovem empresário tinha o apoio de Gonzaga Mota e do presidente José Sarney, no auge de sua popularidade com o Plano Cruzado. Tasso tinha a imagem da renovação, apoio de setores do empresariado e de grupos organizados num movimento chamado Pró-Mudanças, que agitou o Estado. O governo Tasso, para uns, representou uma Continue lendo GOVERNADORES DO CEARÁ – A ERA TASSO E OS FERREIRA GOMES

GOVERNADORES DO CEARÁ – DITADURA MILITAR E CORONELISMO

GOVERNADORES DURANTE A DITADURA MILITAR Virgílio Távora (1963-1966). Governo iniciado em 1963 fechou o ciclo de institucionalização democrática e terá prosseguimento ao longo do sistema implantado pelo golpe militar de 1964. O coronel Virgílio elegeu-se pela chamada “União Pelo Ceará”, reunindo UDN e PSD e tendo como companheiro de chapa o deputado Joaquim de Figueiredo Correia. Durante o seu governo, foi criado o Distrito Industrial de Fortaleza, inaugurou-se o Banco do Estado do Ceará (BEC), a Companhia Docas do Ceará, promoveu-se o saneamento das finanças públicas e deu-se início ao asfaltamento da malha viária até então mantida precariamente com embasamento Continue lendo GOVERNADORES DO CEARÁ – DITADURA MILITAR E CORONELISMO

GOVERNADORES DO CEARÁ – INTERVENTORES

O GOVERNO DOS INTERVENTORES Fernandes Távora (1930-1931). Foi o primeiro interventor cearense, logo demitido por continuar com as mesmas práticas da República Velha. Roberto Carneiro de Mendonça (1931-1934). Foi o segundo interventor cearense, “neutro” e “estrangeiro”, procurou conciliar os “revolucionários” de 1930 com as antigas oligarquias. Felipe Moreira Lima (1934-1935). Foi o terceiro interventor cearense, acabou por realizar uma gestão muito agitada. Aliado ao PSD, não conseguiu evitar que a LEC vencesse as eleições legislativas de 1934 e indicasse, indiretamente, em 1935, o novo governador do Estado, Menezes Pimentel. Menezes Pimentel (1935-1945). Administrou o Ceará por 10 anos (entre 1935 Continue lendo GOVERNADORES DO CEARÁ – INTERVENTORES

GOVERNADORES DO CEARÁ – PERÍODO REPUBLICANO

GOVERNADORES DO CEARÁ DURANTE A REPÚBLICA Luís Antônio Ferraz (1889-1891). Assumiu o governo provisoriamente de 16 de novembro de 1889  até 11 de fevereiro de 1891. José Clarindo de Queiroz (1891-1892). Assumiu o governo a 7 de maio de 1891, com o propósito de elaborar a primeira constituição do Estado, bem como eleger o governo constitucional, instalou-se o Congresso Constituinte Cearense. Em 16 de julho de 1891, foi promulgada a primeira Constituição do Ceará. Devido a forte oposição, acabou sendo deposto em um levante armado em fevereiro de 1892. José Freire Bezerril Fontinelle (1892-1896). Assumiu o governo em fevereiro de Continue lendo GOVERNADORES DO CEARÁ – PERÍODO REPUBLICANO

GOVERNADORES DO CEARÁ – PERÍODO REGENCIAL

PRESIDENTES DO CEARÁ – PERÍODO REGENCIAL O Governo de Costa Barros (1824). O Dr. Pedro José da Costa Barros foi nomeado pelo império para o governo da Província em 14 de abril de 1824, permanecendo no poder até 28 de abril do mesmo ano. O Governo de Tristão Gonçalves (1824). O governo de Tristão Gonçalves se divide em duas fases, sendo uma vinculada ao sistema regencial e outra por extensão ao sistema preconizado pela “República do Equador”. Na primeira fase, sua posse se deu a 29 de abril de 1824, como resultado da eleição procedida em Fortaleza e referendada por Continue lendo GOVERNADORES DO CEARÁ – PERÍODO REGENCIAL

Governadores do Ceará – Período Colonial

O primeiro governador do Ceará foi Bernardo Manuel de Vasconcelos, que ficou no poder entre 1799 e 1802. Um dos seus primeiros atos foi a instalação da Junta da Fazenda do Ceará, evidenciando a preocupação lusitana em arrecadar mais tributos. Nessa mesma direção, construiu  o edifício sede da alfândega da Capital e de Aracati (então o principal polo econômico da capitania), criou casas de inspeção de algodão e, para facilitar a produção sertaneja, abriu várias estradas ligando o interior a Fortaleza. Ainda no campo administrativo, Vasconcelos reformulou o quartel da tropa de linha e levantou um conjunto de baterias no Continue lendo Governadores do Ceará – Período Colonial

O FIM DA ERA TASSO ! ?

Amado por uns e odiado por outros, esse é Tasso Jereissati, ex-governador e agora ex-senador do Ceará. Mas, polêmicas a parte, não podemos deixar de reconhecer que Tasso foi o governador que colocou o estado do Ceará “no mapa”. Desenvolveu o turismo, criou projetos para manter o agricultor em suas terras, apesar da seca, e desenvolveu o estado como nunca havíamos visto antes. Deixando as rixas de lado, o estado do Ceará tem muito o que agradecer a Tasso Jereissati. Jaqueline Cordeiro