Custódio Manuel da Silva Guimarães

Custódio Manuel da Silva Guimarães nasceu em Aracati, no dia 6 de maio de 1813 e faleceu no Rio de Janeiro no dia 29 de agosto de 1887. Foi ministro do Supremo Tribunal de Justiça, órgão máximo do Poder Judiciário no Brasil Império. Era filho de José da Silva Guimarães e de Joaquina da Costa Barros. Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Olinda, em 1834, na mesma turma que Antônio José Machado, André Bastos de Oliveira, Clemente Francisco da Silva e José Pereira da Graça. Em decreto de 17 de julho de 1839, foi nomeado Continue lendo Custódio Manuel da Silva Guimarães

Joaquim José Barbosa

Joaquim José Barbosa nasceu em Aracati, no dia 08 de outubro de 1785 e faleceu no dia 30 de outubro de 1847, em Fortaleza. Era filho de Francisco Xavier Barbosa (riograndense do Norte) e de Lourença Maria de Jesus Barbosa, pais de mais dez filhos. Lourença era filha de Vitorino da Silva Câmara e de Joana de Jesus Monte. Iniciou sua vida sacerdotal no Seminário de Olinda/PE, mas renunciou à atividade religiosa e retornou ao Ceará, estabelecendo-se no ramo comercial, em Sobral. Dali transferiu-se para Fortaleza, passando a atuar no cenário político, desempenhando papel de toda saliência, ao lado de Continue lendo Joaquim José Barbosa

Severiano Ribeiro da Cunha – Visconde de Cauípe

Severiano Ribeiro da Cunha nasceu no distrito de Cauípe, na antiga Soure, hoje Caucaia, no dia 06 de novembro de 1831 e faleceu em Fortaleza, no dia 04 de setembro de 1876. Era filho de Felisberto Corrêa da Cunha, brasileiro e de Custodia Ribeiro da Cunha. Era seu irmão, Joaquim da Cunha Freire, o Barão de Ibiapaba. Em 1º de março de 1873, recebeu do governo português o título de visconde de Cauípe, tomado de seu lugar de origem. Por decreto de 17 de abril de 1874, tornou-se comendador da Imperial Ordem da Rosa. Alvará de 12 de maio, o Continue lendo Severiano Ribeiro da Cunha – Visconde de Cauípe

Joaquim de Oliveira Catunda

Joaquim de Oliveira Catunda nasceu em Santa Quitéria, no dia 02 de dezembro de 1834, e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 29 de julho de 1907. Foi enterrado nesta cidade, no Cemitério São João Batista. Era um dos cinco filhos do capitão Antônio Pompeu de Sousa Catunda e de Inocência Pinto de Mesquita. Seu pai era irmão de Tomás Pompeu de Sousa Brasil e primo dos padres Gonçalo Mororó e Miguelinho(*). Antônio e Inocência eram primos em segundo grau e eram bisnetos de João Pinto de Mesquita, o colonizador pioneiro da região de Santa Quitéria. Antônio e Inocência Continue lendo Joaquim de Oliveira Catunda

Juraci Magalhães

Juraci Vieira de Magalhães nasceu em 20 de setembro de 1931, em Senador Pompeu, região do Sertão Central cearense e faleceu em Fortaleza, no dia 21 de janeiro de 2009, vítima de um câncer no pulmão. Foi sepultado no cemitério Parque da Paz. Saiu da cidade natal por divergências políticas do pai, Antônio Ferreira de Magalhães, para morar em União, hoje Jaguaruana. Em 1949, mudou-se para Recife, onde se formou em medicina (dermatologia). Juraci, depois de ter regressado, passou no concurso para médico do Instituto da Aposentadoria e Pensão dos Comerciários (IAPC). Casou-se com Zenaide Magalhães, falecida em  24/08/2011, com Continue lendo Juraci Magalhães

Gustavo Barroso

Gustavo Adolfo Luiz Guilherme Dodt da Cunha Barroso nasceu em Fortaleza, no dia 29 de dezembro de 1888 e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 03 de dezembro de 1959. Foi advogado, professor, museólogo, político, contista, folclorista, cronista, ensaísta e romancista. Foi um dos líderes nacionais da Ação Integralista Brasileira e um dos seus mais destacados ideólogos. É considerado por muitos o mais antissemita intelectual brasileiro, cujas ideias se aproximavam das dos teóricos nazistas. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em 8 de março de 1923, para a cadeira 19, na sucessão de Dom Silvério Gomes Pimenta, Continue lendo Gustavo Barroso

Pedro Pereira

Pedro Pereira da Silva Guimarães nasceu em Aracati, no dia 26 de junho de 1814 e faleceu em Fortaleza, no dia 13 de abril de 1876. Era filho de João Pereira da Silva Guimarães e de Ana Rodrigues Pereira. Formado em Ciências Jurídicas pela Academia de Direito de Olinda/PE, em 1837. Promotor Público de Fortaleza (nomeado por decreto de 11 de abril de 1839); Deputado Geral (nas legislaturas de 1850-1852 e 1853-1854); Professor catedrático de Geometria (do Liceu do Ceará, nomeado por ato de 09.12.1852); Jornalista; Juiz Municipal; Membro efetivo do Conselho Diretor de Instrução Pública da Província (26.02.1855). Notabilizou-se Continue lendo Pedro Pereira

Guilherme Rocha

Guilherme Cesar da Rocha nasceu em Fortaleza a 16 de Agosto de 1846 e faleceu em julho de 1928. Era filho de Manoel Antonio da Rocha Júnior, negociante e Cônsul da Bélgica, falecido em 20 de Agosto de 1871, e de Joaquina Mendes da Rocha, nascida em Canindé no dia 04 de Março de 1819 e falecida em Fortaleza a 10 de Março de 1882, irmã dos Coronéis Joaquim e José Mendes da Cruz Guimarães. Depois de ter feito os estudos preparatórios no Colégio dos Padres Paiva, no Rio Comprido, Rio de Janeiro, para onde foi em 1856, matriculou-se na Continue lendo Guilherme Rocha

Jerônimo Martiniano Figueira de Melo

Jerônimo Martiniano Figueira de Melo (grafia original: Jeronymo Martiniano Figueira de Mello) nasceu em Sobral, no dia 19 de abril de 1809 e faleceu no Rio de Janeiro, 20 de agosto de 1878. Foi o primogênito dos oito filhos do capitão pernambucano Jerônimo José Figueira de Melo e de Maria do Livramento Monte. Irmão de João Capistrano Bandeira de Melo e tio do ex-senador Viriato de Medeiros e do Visconde de Saboia, dentre outros. Figura entre os primeiros bacharéis formados pela Faculdade de Direito de Olinda, em 1832, sendo seus condiscípulos Nabuco, Ferreira de Aguiar e Eusébio de Queirós. Iniciou Continue lendo Jerônimo Martiniano Figueira de Melo

Casimiro Ribeiro Brasil Montenegro

Casimiro Ribeiro Brasil Montenegro nasceu em Parangaba, no dia 03 de janeiro de 1864 e faleceu em Fortaleza, no dia 30 de março de 1947. Foi o último intendente e o primeiro prefeito da cidade de Fortaleza, tendo exercido seu mandato de 1914 a 1918. Foi também coronel da Guarda Nacional. Estudou no Liceu do Ceará e foi um importante maçom cearense, tendo sido iniciado em 1899 na Loja Fraternidade Cearense. Em 1905 foi um dos fundadores e primeiro Venerável da Loja Porangaba nº2, uma das lojas fundadoras da Grande Loja Maçônica do Ceará. Foi casado com Maria Emília Pio Continue lendo Casimiro Ribeiro Brasil Montenegro

Ildefonso Albano

Ildefonso Albano nasceu em Fortaleza, no dia 12 de fevereiro de 1885 e faleceu no Rio de Janeiro, em 22 de dezembro de 1957. Era filho de José Albano Filho e de Maria de Abreu Albano. Era neto de José Francisco da Silva Albano, o Barão de Aratanha. Estudou no Seminário de Fortaleza, tendo completado sua formação escolar na Inglaterra e na Áustria. Ao voltar da Europa, onde se dedicara ao estudo do algodão e da tecelagem, assumiu o cargo de gerente da firma Albano & Irmão. Cursou até o terceiro ano da Faculdade de Direito do Ceará, mas não Continue lendo Ildefonso Albano

Dona Luiza Távora

Filha de Luiz Moraes Correa, professor da Faculdade de Direito do Ceará, e adepto da filosofia teosofista, e de Esmerina Silva Correia, Luíza Silva Moraes Correia, nascida em 01 de julho de 1923, era uma dos 15 filhos do casal. Faleceu no dia 14 de fevereiro de 1992. Seu primeiro emprego foi como secretária do então Secretário de Educação Dr. Valmik Sampaio de Albuquerque. Nessa época seu pai veio a falecer, deixando a mãe com a responsabilidade da criação de todos os filhos, papel que desempenhou com muita responsabilidade. Casou em 1953 Virgílio de Morais Fernandes Távora, passando a se Continue lendo Dona Luiza Távora

João Facundo de Castro Menezes (Major Facundo)

João Facundo de Castro Menezes (Major Facundo) nasceu em Aracati, no dia 12 de julho de 1787 e faleceu em Fortaleza, no dia 08 de dezembro de 1842. Era filho do Capitão-mor José de Castro e Silva (2º do nome) e de Joana Maria Bezerra. Governou a Província, como Vice-presidente, por quatro vezes, na última das quais assumiu o governo a 6 de abril de 1842, para entregá-lo a 9 de maio ao Brigadeiro José Joaquim Coelho. Foi Comandante do Batalhão dos Nobres; Alferes do Regimento de Milícias Montadas das margens do Jaguaribe (1822); Comandante do Batalhão de Caçadores Voluntários Continue lendo João Facundo de Castro Menezes (Major Facundo)

Justiniano de Serpa

Justiniano José de Serpa nasceu em Aquiraz, no dia 06 de janeiro de 1852 e faleceu no Rio de Janeiro, no dia 01 de agosto de 1923. Foi jornalista, escritor, abolicionista, advogado e político. De origem humilde, trabalhou desde cedo juntamente com seu pai, Manuel da Costa Marçal. Transferindo-se para Fortaleza, começou a atuar como jornalista. Bacharelou-se em Direito na Faculdade de Direito do Recife, em 1888, quando já era conhecido na vida política e intelectual local. Foi um dos mais fervorosos adeptos da abolição da escravatura no Ceará, seja como político, seja como jornalista. Nessa atividade, chegou a redator Continue lendo Justiniano de Serpa

José Pedro Soares Bulcão

José Pedro Soares Bulcão nasceu em Uruburetama, no dia 13 de maio de 1873 e faleceu em Fortaleza, no dia 17 de julho de 1942. Pai da atriz Florinda Bulcão. Pertenceu ao Instituto do Ceará e à Academia Cearense de Letras. Foi um jornalista polêmico, político de destaque e orador, tendo exercido dois mandatos de deputado na Assembleia Estadual do Ceará (1921 a 1928). Foi poeta renomado e, segundo Raimundo Girão, “as suas produções líricas, muito bem limadas, encerram o espírito de acrisolado sentimentalismo e invencível melancolia…” Estreou na poesia em 1910 com o original adagiário poético Parêmias, (Filosofia popular Continue lendo José Pedro Soares Bulcão