Tesouros Vivos da Cultura Popular Tradicional

O Estado do Ceará possui, desde 2003, uma legislação específica para “Tesouros Vivos da Cultura Popular Tradicional”. Através de edital público, a Secult/CE identifica e recebe inscrições para o processo seletivo que confere o título e um auxílio financeiro aos selecionados no valor de um salário mínimo. Trata-se de uma ajuda de custo que eles recebem mensalmente até o fim da vida. Isso significa que a pessoa que se inscreveu no edital, sendo reconhecida, passa a ter uma condição melhor em sua vida pelo ele faz, já fez e pelo que representa. Não há uma obrigação de produção, é um Continue lendo Tesouros Vivos da Cultura Popular Tradicional

Mestre Getúlio Colares

Getúlio Colares Pereira nasceu em Canindé, no dia 23 de março 1929. É sineiro da Basílica de São Francisco e “Tesouro Vivo do estado / Mestre da Cultura”, do ano de 2007. Ele começou a tocar sinos com a idade de 15 anos, precisamente no dia 29 de junho de 1944 por ocasião de uma procissão em homenagem ao Coração de Jesus, incentivado por sua mãe. Mestre Getúlio, como é conhecido, diz que não se intimida em ter que encarar cinco vezes ao dia a escada que o leva para o local onde fica o sino. “Eu subo as escadas Continue lendo Mestre Getúlio Colares

Dona Dina, a vaqueira

Quando menina, nos tempos em que morava na fazenda Barra do Cancão, na cidade de Canindé, Dina Maria Martins Lima não queria saber de cozinha, contrariando o destino das mulheres do sertão. O gosto dela era a lida da fazenda, pegar cavalo, tanger o gado. Tarefa difícil de ser feita por uma mulher que tinha sete irmãos varões. Mas esperta e determinada, ela conseguia burlar as tarefas domésticas e desfrutava o prazer de estar na mata. “Em casa, eu desdobrava mãe. E quando ia pra escola, combinava com os colegas. Eles me passavam depois o dever, eu copiava e dava Continue lendo Dona Dina, a vaqueira