Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “LAMPIÃO E SEUS PERSEGUIDORES”

Enrolei o meu cigarro de palha e pedi ao fazendeiro em cuja casa me hospedara me dissesse o que pensava…

Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “UM PRECURSOR DE LAMPIÃO”

Na primeira metade do século passado[1], um negro foi o terror do sertão baiano. Era o Lucas da Feira, assim…

Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “A PRISÃO DE ANTONIO SILVINO”

O aprisionamento de Lampião não se me afigura impossível. Nada importa diga ele que prefere a morte. Antônio Silvino também…

Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “O TROFÉU”

Zé Pinheiro, o celebérrimo facínora que tão sinistramente se afamou na sedição de Juazeiro contra o Presidente cearense Franco Rabelo,…

Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “BRINCADEIRA DE HOMEM”

Antônio Silvino fazia-se respeitado de seus satélites. Disciplinava-os. Sabia assegurar a conveniente distância que deve existir entre comandante e comandados….

Posted in Contos de Leonardo Mota

Contos de Leonardo Mota – “A morte do Jararaca”

Quando Lampião teve a certeza de que atravessaria livremente todo o Ceará, em cujo território já por vezes penetrara, erguendo…

Posted in Contos de Leonardo Mota

Contos de Leonardo Mota – “Quem escreveu a patente de Lampião”

Foi nos primeiros dias do ano passado e quando me internei nos sertões de Pernambuco. Não sei como, naquela calçada…

Posted in Contos de Leonardo Mota

CONTOS DE LEONARDO MOTA – “O CASTIÇAL”

Quando Lampião ocupou a povoação baiana de Abóboras teve a fantasia de exigir que lhe trouxessem e a seus cabras…

Posted in Contos de Leonardo Mota

Contos de Leonardo Mota – “Pra tirar a raça”

Sempre que o coração cruel de Lampião se abrandava num gesto compassivo, Sabino Gomes, seu lugar-tenente, resmungava, contrariado. Quando foi,…

Posted in Contos de Leonardo Mota

Contos de Leonardo Mota – “O Príncipe”

Amulatado e de estatura meã; magro e semi corcunda; barba e nuca ordinariamente raspada; cabelos compridos e, sempre que é…