Cemitério São João Batista em Fortaleza

Com arquitetura inspirada nos cemitérios franceses e inaugurado em 1866, o cemitério São João Batista tem 95 mil m² em 2019, completa 153 anos. Sua administração fica a cargo da Santa Casa de Fortaleza que, por lei provincial de 1860, já era responsável pela gestão do São Casimiro. Poucos sabem, mas quem visita o São João Batista tem a possibilidade de aprender muito sobre a história de Fortaleza. Barão de Studart, Frei Tito, Tristão Gonçalves e Virgílio Távora, além de famílias tradicionais como Jereissati e Vidal Queiroz, são apenas algumas entre as personalidades sepultadas no local. Datas comemorativas como Dia dos Continue lendo Cemitério São João Batista em Fortaleza

Chagas dos Carneiros

Essa é a estória do cego chamado Chagas, que aqui morou no início do século XX e era náufrago do navio “Baía”, que afundou entre a Paraíba e Pernambuco. Era um homem alto e magro que vestia um camisolão de algodão branco e ceroulas amarradas nos tornozelos. Usava um chapéu de palha de carnaúba com tranças superpostas e, no pescoço, escapulários, rosários e terços. Numa das mãos trazia um varapau de jucá e na outra um cabresto do carneiro que lhe servia de guia. Seguia-lhe um bando de caprinos que lhe obedeciam prontamente. Chagas sentava-se nos meios-fios das esquinas e Continue lendo Chagas dos Carneiros

Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA/UEVA)

A Fundação Universidade Estadual do Vale do Acaraú constitui órgão da Administração Pública Indireta do Estado do Ceará sob a formação de Fundação Pública, com personalidade de Direito Público, vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (SECITECE), conforme Lei Estadual nº 12.077-A, de 01 de março de 1993, e está inscrita no CNPJ com o nº 07.821.622/0001-20, possuindo sede de gestão administrativa localizada à Avenida da Universidade, 850, Bairro da Betânia, CEP 62040-370, em Sobral – CE. CRONOLOGIA 1968 – Por iniciativa do Cônego Francisco Sadoc de Araújo e, por meio da Lei Municipal Continue lendo Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA/UEVA)

Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)

A Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), também conhecida como Grande Fortaleza, foi criada pela Lei Complementar Federal nº 14, de 8 de junho de 1973, que instituía, também, outras regiões metropolitanas no país. Com 4.051.744 habitantes em 2017, a Grande Fortaleza é a segunda mais populosa do Norte-Nordeste. É ainda a sexta maior região metropolitana do Brasil e a 129ª maior área urbana do mundo. A RMF tem como área de influência todo o território do Ceará e oeste do Rio Grande do Norte. A região de influência da Grande Fortaleza é a maior do Norte-Nordeste em termos populacionais. De Continue lendo Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)

Comissão Científica de Exploração

A partir da segunda metade do século XIX, a província do Ceará, por conta das explorações que contemplavam a Mineralogia e a Geologia, a Astronomia e a Geografia, a Etnografia, a Botânica, tudo acompanhado por registros pictóricos, passou a integrar o mapa do País, no sentido de a Região Sudeste, onde se encontrava o poder central, dá-se conta, de modo mais incisivo, da existência de nossa terra, até então entregue apenas a uma visão exótica. Patrocinada pelo imperador Dom Pedro II, a Comissão tinha uma meta ambiciosa: ao colher informações sobre fauna, flora, minerais, geografia, além dos usos e costumes, Continue lendo Comissão Científica de Exploração

Mapas antigos do Ceará

Jaqueline Aragão Cordeiro

Maracatu Cearense

Maracatu é um ritmo musical, dança e ritual de sincretismo religioso cristão com as crenças africanas. Nos registros mais antigos, os desfiles de maracatu em Fortaleza ocorriam nas festas do ciclo natalino, nas festas da Nossa Senhora do Rosário e de Corpus Christi, onde não eram bem aceitos. Á partir de 1937, com o desfile de estreia do maracatu Az de Ouro, criado por Raimundo Alves Feitosa em 1936, o maracatu cearense passou a assumir a formação de um bloco carnavalesco e a desfilar durante os carnavais, como ocorre até hoje. Fonte: Fundação Demócrito Rocha Jaqueline Aragão Cordeiro

Ceará, destaque no cultivo de rosas

Na década de 1990, o Governo contratou especialistas internacionais para encontrar uma área que tivesse potencial para o setor floricultor. Nesse estudo, a primeira área apontada foi o Maciço de Baturité, a 100 km da Capital. Lá havia boa altitude e clima ameno, porém o terreno não era plano, o que é necessário para a plantação em estufas. Então, a Serra da Ibiapaba foi escolhida, apesar da maior distância da Capital. Fatores geográficos favoreceram a “Cidade das Flores”. O clima tropical úmido de altitude de São Benedito – a 903 metros em relação ao nível do mar – mantém temperatura Continue lendo Ceará, destaque no cultivo de rosas

Hino da Cidade de Fortaleza

Junto à sombra dos muros do forte A pequena semente nasceu. Em redor, para a glória do Norte, A cidade sorrindo cresceu. No esplendor da manhã cristalina, Tens as bênçãos dos céus que são teus E das ondas que o sol ilumina As jangadas te dizem adeus. Fortaleza! Fortaleza! Irmã do Sol e do mar, Fortaleza! Fortaleza! Sempre havemos de te amar O emplumado e virente coqueiro Da alva luz do luar colhe a flor A Iracema lembrando o guerreiro, De sua alma de virgem senhor. Canta o mar nas areias ardentes Dos teus bravos eternas canções: Jangadeiros, caboclos valentes, Continue lendo Hino da Cidade de Fortaleza

Fortaleza Antiga – Trajes Femininos e os “brecheiros”

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará

Fortaleza Antiga – Máquina de Escrever

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará

Fortaleza Antiga – Cinemas

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará

Fortaleza Antiga – Conhecidos

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará

Fortaleza Antiga – Romance

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará

Fortaleza Antiga – Cordeiro Neto e o Regime da lata

Apresentação: Narcélio Limaverde Fonte: TV Assembleia Ceará