Solar dos Figueiredos – Sobral

Casarão construído pelo Pe. Francisco Jorge de Sousa, por volta de 1858. Após sua morte, o prédio foi vendido ao Senador Francisco de Paula Pessoa, que por longos anos foi residência das famílias Paula Pessoa/Figueiredo. Reconstruído em 1897, guardando suas linhas arquitetônicas originais “(GIRÃO 97;51). No ano de 1990 foi demolido parcialmente, sendo embargado através de uma ação popular impetrada na justiça por um grupo de sobralenses, entre os quais o atual prefeito de Sobral, Veveu Arruda que atuou como advogado da causa. Posteriormente, foi desapropriada pelo então governador Ciro Gomes. A administração Municipal de Sobral, na gestão do prefeito Continue lendo Solar dos Figueiredos – Sobral

Casa de Câmara e Cadeia – Sobral

O edifício da Câmara Municipal De Sobral foi construído com a finalidade de abrigar a Casa de Câmara e Cadeia. Na antiga Casa de Câmara e Cadeia, edificada com meados do século XVIII, o andar térreo era ocupado pela cadeia propriamente dita, funcionando no andar superior a câmara dos vereadores. Uma escada externa de alvenaria conduzida ao andar de cima, onde havia um alçapão por onde os presos desciam para a enchova ou cárcere. Era esse o modelo comum a quase todas as Casas de Câmara das vilas do Brasil. A primeira sessão realizada na Câmara Municipal foi a 05 Continue lendo Casa de Câmara e Cadeia – Sobral

Escola de Música Maestro José Wilson Brasil – Sobral

Prédio do final do século XIX, pertenceu a Francisco Juvêncio de Andrade, cirurgião dentista, nasceu em Santana do Acaraú a 25 de março de 1881. A casa foi herdada por sua filha, Ana Rodrigues de Andrade. Após um processo de reforma, a casa recebeu o nome do Cônego José Egberto Rodrigues de Andrade, filho de Ana Rodrigues. Atualmente, o espaço abriga a Escola de Música de Sobral José Wilson Brasil, homenagem a um dos fundadores da Banda de Sobral e um dos grandes conhecedores da história do Município. Inaugurada em 2003, a Escola dispõe de uma moderna infraestrutura com capacidade Continue lendo Escola de Música Maestro José Wilson Brasil – Sobral

Museu Dom José – Sobral

Construído pelo Major João Pedro Bandeira de Melo em 1844, o prédio em estilo império é integrante da Segunda Fase dos sobrados sobralenses. Ao início da década de 1940 passou a ser o Palácio Episcopal de Dom José, permanecendo assim até o final da década de 1960. Fundado oficialmente por Dom José Tupinambá da Frota em 29 de março de 1951, o Museu possui um valioso acervo adquirido entre os anos de 1916 e 1959. Dom José recolheu peças em Sobral, e outras regiões do Ceará, do Maranhão, do Pará e do Amazonas chegando, atualmente, a compor um acervo com Continue lendo Museu Dom José – Sobral

Teatro São João – Sobral

Construído entre 1877 e 1880 por iniciativa de particulares da Sociedade Cultural União Sobralense, sendo assim o segundo Teatro mais antigo do Ceará. Em 1983, o Teatro foi tombado pelo Patrimônio Estadual sendo o primeiro monumento tombado do município e, em 12 de agosto de 1999, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), sendo completamente reformado entre os anos de 2000 e 2004 por um levantamento arqueológico feito pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco e reinaugurado no dia 29 de dezembro de 2004. Após o resgate histórico de sua arquitetura original, o Teatro Continue lendo Teatro São João – Sobral

Seminário São José no Crato

A origem do Seminário São José começa pelo desejo do primeiro bispo do Ceará, Dom Luiz Antônio dos Santos (1861-1881), de fundar em Crato um educandário religioso. Para executar este sonho, Dom Luiz Antônio enviou em 1872 dois padres lazaristas, Guilherme e Antônio, que pregaram a necessidade deste projeto e recolheram donativos indispensáveis para a sua construção. Em agosto de 1874, Dom Luiz Antônio dos Santos autoriza o Pe. Enrile a iniciar a edificação do Seminário do Crato. A fim de acompanhar de perto os trabalhos, o próprio Dom Luiz se desloca de Fortaleza e reside uma temporada em Crato. Continue lendo Seminário São José no Crato

Casa do Padre Antonio Tomás – Acaraú

  Jaqueline Aragão Cordeiro

Casa de câmara e cadeia de Icó

A sua construção foi iniciada no sec. XVIII e documentos relatam que o então governador João de Tefé, propôs a El-Rei que fossem cobrados impostos de meio tostão por cada cabeça de gado que fosse abatido, para com esses impostos serem construído a Cadeia e Casa de Câmara em três vilas, inclusive Icó. O prédio possui dois pavimentos, um com andar superior destinado a câmara e outro térreo, onde funcionava a Cadeia Pública. As celas possuem um dos mais perfeitos esquemas de segurança do Estado. A espessura de suas paredes é de 1,50m. Os portões são verdadeiras fortalezas, possuem chave Continue lendo Casa de câmara e cadeia de Icó

Largo do Theberge

O sítio histórico de Icó apresenta uma característica urbanística singular: o Largo do Theberge, uma ampla e extensa esplanada que se inicia na praça da cadeia e do teatro e se estende até a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, hoje interrompida pela nova Igreja do Senhor do Bonfim. Esse espaço privilegiado antigamente era o sítio onde as boiadas descansavam e eram comercializadas, na vizinhança do rio Salgado, num tempo em que Icó era uma das maiores feiras de gado do nordeste colonial. Na sua periferia situam-se o Teatro da Ribeira, o sobrado do Barão do Crato, as Igrejas Matriz Continue lendo Largo do Theberge

Teatro da Ribeira dos Icós

Edifício com características neoclássicas, construído no século XIX (1860), pelo médico francês Dr. Pedro Thebérge, então radicado no Icó. A parte posterior do edifício, ou de complemento, foi alterada no primeiro quartel desse século, conferindo-lhe feições hoje predominantes. Serviu durante anos como casa de espetáculos cinematográficos, sofrendo algumas descaracterizações pela adaptação ao uso de então. Somente nos anos 30, já no século XX, a historiografia do velho teatro ganha contornos precisos, quando, então, tem-se noticia de seu precário estado de conservação e de seu posterior processo de recuperação e reforma, empreendimento da gestão do prefeito José Pereira Curado. A 17 Continue lendo Teatro da Ribeira dos Icós