Documentário Colecionadores – Anisio

Para ver o vídeo, é só clicar no título do post TV Assembleia – Ceará

Documentário Colecionadores – Valdo Siqueira

Para ver o vídeo, é só clicar no título do post TV Assembleia – Ceará

Tiririca, o palhaço que virou político

Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, nasceu em Itapipoca, no dia 1 de maio de 1965.  Aos oito anos, começou a trabalhar em circo na cidade natal, onde atuava como palhaço. O apelido de Tiririca o acompanha desde a infância, por ser um menino muito travesso . O apelido foi dado pela mãe, quando o filho era mal-humorado e zangado. Nesta época, as apresentações de Tiririca em barracas de lona, circo muito comuns no Nordeste. Tiririca viveu por muito tempo em Cascavel, Pindoretama, Aquiraz e outras cidades do litoral, onde tinha seus pequenos circos que animavam a cidade, valendo destacar Continue lendo Tiririca, o palhaço que virou político

Amelinha

Amélia Cláudia Garcia Colares, mais conhecida como Amelinha, nasceu no dia 21 de julho de 1950, em Fortaleza. De família musical, com 12 anos formou um trio vocal com sua irmã Silvia e mais uma amiga para se apresentarem em festas nas escolas. Quando mudou para São Paulo, onde fez curso para vestibular objetivando cursar a faculdade de comunicações, continuou cantando sempre incentivada pelos amigos. Foi no ano de 1975, que Amelinha começou, efetivamente,  sua carreira de artista, acompanhando Vinícius de Moraes e Toquinho em seu primeiro trabalho profissional como cantora, em Punta Del Este, Uruguai. No ano seguinte, 1976, Continue lendo Amelinha

Documentário Colecionadores – Nirez

TV Assembleia – Ceará

Ana Maria Miranda

Ana Maria Nóbrega Miranda nasceu em Fortaleza, no dia 19 de agosto de 1951. Após o nascimento, segue com a família para o Rio de Janeiro e aso cinco anos de idade, segue para Brasília. De 1969 a 1999, volta a viver no Rio onde estuda pintura com artistas plásticos como Roberto Magalhães e Rubens Gerchman e inicia a carreira de escritora. Em 2001 muda-se para São Paulo. Enquanto estava casada com o ator Arduino Colasanti, trabalhou em filmes do cinema novo brasileiro entre 1971 e 1979. Dirigiu o Instituto de Artes da Funarte e foi editora chefe dessa instituição, Continue lendo Ana Maria Miranda

Rosemberg Cariry

Antônio Rosemberg de Moura, mais conhecido como Rosemberg Cariry nasceu em Farias Brito, no dia 4 de Agosto de 1953. Desde sua infância as tradições populares e religiosas locais não só o influenciaria, mas também o marcaria profundamente através de relatos e testemunhos dos seus avós. Por esse motivo, consciente que essa cultura popular aos poucos ia desaparecendo como o contato com a modernidade, decidiu dedicar numerosos estudos, pesquisas, publicações, gravações sonorizadas, filmes documentários e de ficção a tradições nordestinas. Tudo isso o levou a exercer diversas profissões na área da cultura, é cineasta, roteirista, documentarista, produtor, poeta e escritor. Continue lendo Rosemberg Cariry

Wolney Oliveira

Wolney Oliveira nasceu em Fortaleza, no ano de 1960. Formou-se como cineasta pela Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antonio de Los Baños (EICTV), em Cuba, com especialização em fotografia. Atualmente é diretor da Casa Amarela Eusélio Oliveira, do departamento de cinema da Universidade Federal do Ceará, e também Diretor Executivo do Festival Ibero-americano de Cinema Cine Ceará.     Filmografia 2011 Os últimos cangaceiros – Documentário, 79′, color, Brasil 2006 El Cayo de la Muerte (A ilha da morte) – Ficção, 88′, color, Brasil/Cuba [2]) 2004 Borracha para a Vitória – Doc., 55’, color, Brasil 1999 Milagre Continue lendo Wolney Oliveira

Tonico Marreiro, o poeta dos sertões

Antônio Gonzaga Marreiro (Tonico Marreiro) nasceu em Canindé, no dia 17 de junho de 1943. Filho de Raimundo Rodrigues Marreiro, comerciante da cidade de Canindé, e de Laura Gonzaga Marreiro, era o 4º irmão dos seis filhos do casal. O apelido de “Tonico”, que o acompanha até hoje, recebeu de pai, três dias após seu nascimento. Iniciou os estudos na Escola Dom Bosco, depois, estudou no Instituto Canindeense Presidente Vargas, no Ginásio Paulo Sarasate e por fim na CNEC, todos em Canindé. Foi vereador de sua cidade natal, Canindé, por dois mandatos: 1967 a 1970 e de 1977 a 1982. Continue lendo Tonico Marreiro, o poeta dos sertões

O Vagalume

Pedro Paulo Paulino é poeta, escritor e cordelista cenindeense. Mais trabalhos do artista podem ser vistos no facebook