A tragédia de Antonio Gomes Grangeiro

RUÍNAS DO SITIO GUARIBAS

Antonio Gomes Grangeiro era casado com D. Maria Celina e tiveram onze filhos, dentre eles, o empresário João Grangeiro. Eram proprietários do Sitio Salvaterra, cerca de 300 hectares plantados com cafezal, cana-de-açúcar e gado, na zona serrana de Brejo Santo.

Antonio era grande amigo e compadre de Chico Chicote, homem corajoso e insolente, de família tradicional, controlava a pequena cidade de Brejo Santo, no Cariri cearense. Chico envolveu-se em uma briga com Zé Salviano e o matou. A família da vítima, pensando que Antonio Grangeiro teve envolvimento com a morte de Zé Salviano, se apropriaram de uma faixa de terra do sitio Salvaterra, começava aí, uma grande contenda entre eles.

Lampião estava de passagem pela região, vindo de Juazeiro, e cruzou o sitio Salvaterra, como já era seu costume. A volante do Ten. José Bezerra vinha em perseguição ao cangaceiro. Em 1º de fevereiro de 1927, a volante foi enviada pelos inimigos de Chico Chicote, ao Sitio Guaribas, de sua propriedade, pensando  eles, que lá iria encontrar o bando de Lampião. No caminho, encontraram Antonio Grangeiro e o renderam, disseram-lhe que caso Chico se entregasse, nada iria lhe acontecer, ao que Antonio respondeu prontamente: “Pode me matar logo, não tem como ele se entregar”, ele conhecia bem o amigo. Dito e feito, quando a polícia de aproximou do Sitio Guaribas, saindo do Salvaterra, foi recebida a bala, pois Chico pensava ser o bando de Lampião quem invadia suas terras, aí então, a volante matou Antonio Grangeiro e seus homens, sangraram-os e atearam fogo aos seus corpos. O tiroteio começou e durou horas a fio, até que, a volante e os capangas do Cel. José Pereira, conseguiram matar a todos, sendo Chico Chicote, o último a ser morto , depois de ter resistido bravamente.

As polícias do Ceará, Paraíba e Pernambuco, estimadas em cerca de 170 homens, teriam sido aliciados pelo Cel. José Pereira Lima, paraibano de Princesa, protetor dos Salvianos, para eliminar Chico Chicote e Antonio Grangeiro, em razão dos conflitos com aquela família. A trama foi bem urdida e executada, a pretexto de perseguir Lampião, o Ten. José Bezerra serviu aos propósitos dos inimigos de Chico Chicote, evitando assim, alguma reação de seus aliados. A única defesa veio do próprio atacado, que lutou até a morte.

A família de Antonio Grangeiro permaneceu no Cariri até 1932, quando se mudaram para Fortaleza, e a partir daí, começou a carreira de sucesso do empresário João Grangeiro, filho de Antonio.

Fonte: A ofensiva capitalista no Nordeste do Brasil, Monica Dias Martins, 2008.
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*