Abaiara

Abaiara é um município do estado do Ceará, localizado na região do Cariri, no Brasil. Segundo o censo IBGE/2010, a população era de 10.496 habitantes.

O primeiro nome conhecido da região foi “distrito de São Pedro”, outorgado em 1873 em homenagem ao então imperador brasileiro dom Pedro II. Em 1938, o nome foi mudado para Pedro Segundo. Em 1943, o nome foi mudado para seu nome atual, “Abaiara”, termo tupi que significa “o senhor dos homens” (ainda numa homenagem a dom Pedro II), através da junção de abá (homem) e îara (senhor).

Em 1837, Abaiara, ainda sob o antigo nome de São Pedro, se tornou distrito do município de Milagres. No site do IBGE, não fala sobre a data da emancipação, mas, em 1911, São Pedro já era município. Em 1938 São Pedro muda o nome para Pedro Segundo. Em 1939, Pedro Segundo é rebaixado à distrito de Milagres. Em 1943, Pedro Segundo muda o nome para Abaiara. Em 1957 torna-se município com o nome Abaiara. Em 1989 é criado o primeiro distrito: São José.Atualmente Abaiara possui dois distritos: Abaiara (distrito-sede) e São José.

As terras localizadas no sopé da Chapada do Araripe eram habitadas pelos índios Kariri Gauariú.
Os integrantes das entradas, militares e religiosos, mantiveram os primeiros contatos com os nativos, estudaram toda a região dos Cariri, catequizaram os indígenas e os agruparam em aldeamentos ou missões.

Os resultados destes contatos e descobrimentos desencadearam notícias de que, na região, haveria ouro em abundância. Em seguida, desencadeou-se uma verdadeira corrida para os sertões brasileiros, com famílias oriundas de Portugal sonhando com as riquezas de terras inexploradas, com a esperança de encontrar o minério que as levaria a aumentar o seu patrimônio material e de aumentar o seu prestígio pessoal em relação à corte portuguesa.

A busca do metal precioso, nas ribanceiras do Rio Salgado, trouxe, para a região do Sertão do Cariri, a colonização e, em consequência, a doação de sesmarias, o que permitiu o surgimento de lugarejos e vilas.
Abaiara, como núcleo urbano, surgiu neste contexto, no início do século XIX, a partir de fazendas de gado pertencentes a José Leite da Cunha e José Júlio Sampaio.

Fonte: Wikipedia
Jaqueline Aragão Cordeiro

Veja também neste site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*