Bienal Internacional do Livro do Ceará

A 1ª Bienal Internacional do Livro foi realizada entre 15 e 30 de agosto de 1970 em São Paulo. Essa primeira feira reuniu algumas centenas de editoras nacionais e estrangeiras e atraiu milhares de pessoas, adultos, jovens e crianças. Já na 2ª Bienal, em 1972, o total de visitantes chegou a 80 mil e o de expositores passou de 700.

Em 1996, para abrigar um maior número de expositores e proporcionar maior conforto ao público, ela passou a ser realizada no Expo Center Norte. Em razão do crescimento contínuo de público e expositores, em 2002, ela foi para o Centro de Exposições Imigrantes (com 45 mil metros quadrados de área), até finalmente chegar, em 2006, ao Anhembi, o maior centro de exposições da América Latina. Em 2008, a Bienal chegou a sua 20ª Edição e o público infanto-juvenil foi contemplado com o projeto Ler é a Minha Praia.

A participação do Brasil em eventos no Exterior também foi muito potencializada com a criação da CBL. Exatos 10 meses depois de sua fundação, em julho de 1947, a CBL participava do 1º Congresso de Editores e Livreiros da América Latina, Espanha e Portugal, realizado em Buenos Aires. Em 1963, a entidade enviou uma delegação de representantes à Exposição Editorial do Continente Americano, no México, e às feiras internacionais de Frankfurt e Bonn, na Alemanha. Três anos depois, em 1966, organizava a participação brasileira na Feira do Livro de Lisboa, em Portugal.

Em 1971, a CBL organizou o 1º estande brasileiro na Feira de Frankfurt. A entidade participou também da 1ª Reunião Setorial do setor Livreiro latino-americano promovida pela UNESCO e ALALC, realizada em 1973. Já em 1978, a CBL coordenou a participação brasileira em diversas feiras internacionais como as de Buenos Aires, Frankfurt e Bolonha. Em 1994, numa área de 2.200 metros quadrados, o Brasil foi tema central da 46º feira de Frankfurt, onde foram expostos cerca de cinco mil títulos e se apresentaram cerca de 70 escritores, artistas e intelectuais em reuniões e mostras paralelas. O Brasil aproveitou a oportunidade para revelar um pouco de sua arte e cultura.

Com o aumento da participação brasileira em feiras internacionais, em 1996, o governo de Taiwan convidou uma comitiva da CBL a visitar a Feira de Livros de Taipé, uma das maiores da Ásia. Na comemoração dos 500 anos do Brasil, no ano 2000, a CBL aproveitou para repensar a Bienal, e os 30 anos do evento. Com isso, a Câmara firmou parcerias com outros órgãos e entidades além da embaixada brasileira, o que ampliou o calendário de feiras com editores brasileiros.

Atualmente, a CBL organiza a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o Prêmio Jabuti, a Escola do Livro e participa de outras 13 feiras, sendo oito nacionais e cinco internacionais. Além disso lançou o programa Minha Biblioteca em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.

A XI Bienal Internacional do Livro do Ceará acontece de 06 a 14 de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará. A edição 2014 tem como tema “Fortaleza de Moreira Campos”, homenagem ao maior contista cearense de todos os tempos no ano em que ele completaria 100 anos. O amazonense Milton Hatoum, um dos mais premiados e traduzidos escritores brasileiros, também será homenageado pelo evento. Cerca de 600 mil visitantes devem comparecer ao longo do evento. O horário de funcionamento será das 09 às 22 horas.

Fonte: www.bienaldolivrosp.com.br – www.bienaldolivro.ce.gov.br

Imagens:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*