Gaiatice com Zé Modesto

Minha mulher começou a reclamar que não tinha nada em casa e que eu não recebia o salário que tava faltando comida eu tinha medo do patrão. Eu me revoltei, peguei meu revolver botei debaixo da cintura e fui atrás do patrão…uma hora depois voltei contando o dinheiro, minha mulher disse:
-E ai, amendrontou o home?
– Não, vendi o revolver.
Modestim perguntou a dois amigos o que eles queriam ouvir quando estivessem morto no caixão e ouvissem as últimas palavras:
-Pedrinho disse: “Eu queria que dissessem: Olhaí, foi um bom menino, obediente aos pais e exemplar na escola”
-Juquinha disse: “”Eu queria que dissessem: Olhaí, o mais inteligênte da sala e o mais namorador tambem”
-E Modestim: “Eu queria que dissessem: Olhaí, ele tá se mexendo”
As 3 horas da madrugada Modestim acorda e vai até a sala, onde encontra a sua mãe sentada no sofá.
– Mãe, me conta um historinha.
– Não filhinho, espera o papai chegar…. Ele vai ter que contar uma historinha prá você e outra prá mim…
Zé Modesto passa no buteco:
-Seu Eduque, passo já aí pra tomar uma cerveja bem geladinha…
E Eduque:
-Passe não que tá faltando energia.
Zé:
-Eu quero tomar é uma cerveja num é um choque!
Modestin:
-Pai, meu relógio caiu e parou!
Zé:

-E tu queria que ele saísse andando?

Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*