O dia em que o cearense vaiou o sol

 
Início dos anos 1940. O Ceará vivia uma das mais duras secas de sua história. Mas, em 30 de janeiro de 1942, houve quem chorou ao abrir a janela. O céu de Fortaleza estava completamente coberto por nuvens negras. A população saiu às ruas para comemorar as primeiras gotas, que logo se transformaram num belo temporal.
 
A chuva, porém, começou a cessar. Quando os primeiros raios de sol apareceram entre as nuvens, um cidadão que estava na praça do Ferreira, no centro da cidade, não hesitou: voltou-se para o astro rei, pôs as mãos em torno da boca e começou a vaiar. A atitude contagiou dezenas de pessoas ao redor, que prontamente soltaram uma tremenda vaia contra o Sol. Um repórter que estava no local registrou o acontecimento e a “derrota” do povo. “Mas afinal o velho Rei das alturas venceu, botando todo o corpo vermelho para fora das nuvens e dispersando os vaiadores.
 
Fonte: Almanaque Brasil
Leia mais no Jornal O Povo
Jaqueline Aragão Cordeiro

One Reply to “O dia em que o cearense vaiou o sol”

  1. Pingback: Pão para o espírito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*