Rio Acaraú

O Rio Acaraú nasce na Serra das Matas, um dos pontos mais altos da região. Saindo de Monsenhor Tabosa, em pleno sertão cearense, percorre 320 quilômetros. Corta Sobral, uma das cidades mais importantes do Ceará. Banha 18 municípios e chega ao mar, em Acaraú. Nessas regiões, as chuvas são restritas e, por causa do calor, a evaporação é altíssima. Fica situado na parte norte do estado.

Teria habitado, às margens desse rio, até os séculos iniciais da colonização portuguesa, o grupo indígena brasileiro dos tremembés. Segundo outras fontes, nasce na Serra do Machado, em Itatira. Banha as cidades de Acaraú, Tamboril, Pires Ferreira, Sobral, Santana do Acaraú, Morrinhos, Marco, Bela Cruz e Cruz, entre outras.

O topônimo “Acaraú” é de origem tupi, sendo resultado da fusão de carás (cará) e ‘hu (rio), significando, portanto, “rio das garças”. Nesta bacia, estão construídos alguns dos mais importantes açudes cearenses: o Edson Queiroz, em Santa Quitéria; o Forquilha, no município do mesmo nome; o Aires de Sousa (ou “Jaibaras”), em Sobral, além do Paulo Sarasate (ou “Araras”), que está construído sobre o leito do Rio Acaraú e cuja barragem está localizada no limite dos municípios de Varjota e Santa Quitéria.

Seus principais afluentes são os rios Jaibaras, Groaíras e Riacho dos Macacos.Por causa do excesso de chuvas ocorridas em 2009, o volume do rio aumentou drasticamente, fato inesperado, que causou sérios danos às cidades próximas. Perda das plantações, alagamentos, destruição de casas e estradas, foram alguns dos danos acontecidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*