Sabiá / Sabiazeiro

Foto: Embrapa

O sabiá (Mimosa caesalpiniaefoli), também conhecida como cebiá e sansão do campo, é uma planta espinhenta que mede de 5 a 8 metros de altura e seu tronco tem de 20 a 30 cm de diâmetro. Um Kg de sementes puras contém aproximadamente 22.000 unidades.

É uma árvore natural da caatinga, com ocorrência nos estados do Rio Grande do Norte, Piauí e Ceará, parte do Maranhão e de Pernambuco, e na chapada do Araripe, divisa com o Ceará. Esta espécie tem crescimento cespitoso, ou seja, de um mesmo ponto na base da planta partem vários fustes ou troncos e ocorre, preferencialmente, em áreas de solos profundos e férteis. Mas tem apresentado bom desenvolvimento nos locais de solo mais pobres. Nesses casos, trata-se de cultivos comerciais, é importante suprir as plantas com adubação orgânica e/ou química.

Para as condições do Semiárido brasileiro, é considerada uma espécie de rápido crescimento, com incremento médio de 1 metro de altura por ano. Segundo estudos da Embrapa Semiárido, o sabiá, com sobrevivência de 92% aos 8 anos de idade, apresentou altura média de 5,8 metros.

Essa espécie se destaca como uma das principais fontes de estacas para cercas no Nordeste, em especial no estado do Ceará. A partir do terceiro ao quarto ano, já pode fornecer estacas para cercas, além de ser uma boa opção para a produção de lenha e carvão. A árvore apresenta as características ornamentais, principalmente pela forma entouceirada que geralmente se apresenta, podendo ser empregada em paisagismo.

É também muito utilizada como cerca viva defensiva e quebra ventos. Como planta tolerante à luz direta e de rápido crescimento é ideal para reflorestamentos heterogêneos destinados a recomposição de áreas degradadas.

Fonte: Embrapa / Portal São Francisco
Jaqueline Aragão Cordeiro

COISA DE CEARENSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*