Testamento do Judas

Foto: Aline Cordeiro / Família Aragão Cordeiro (com alguns membros faltando)

Meu nome é Judas Iscariotis, o traidor de Jesus Cristo
Todo ano é a mesma coisa, mas eu resisto
E da tradição não desisto.
Estou aqui pendurado, esperando minha hora chegar
Com esse bando de interesseiro que tão a me espiar.
Esses são meus pertences, que venho aqui distribuir
Com esse povo todo, que veio aqui assistir

Pro meu amigo Carlim
Cabra fashion e esticado
Deixo minhas roupas de marca
E meu gel importado

Pro meu amigo Lelê
Que já tem no dedo um bambolê
Deixo meu chapéu de palha, pra ele se entreter
Pois sei que adora usar, quando começa a beber

Pro meu amigo Evaldo, o famoso bucho de pêra
Deixo meu sitio de fruta, pra ele vender na feira
Deixo também meu burro, com os caçuá e a esteira

Pro meu amigo Icaro, Doutor véi arretado
Deixo meu terno preto, invocado
Pro cabra chegar nos fórum todo estiloso
E com cara de estribado

Pro meu amigo Paulinho
Cabra prestativo e bom pra valer
Deixo meu carrinho de mão
Pras mudanças do Mestre Antônio fazer
Pois ele vai ser nosso vereador
E vai ser o melhor, vocês vão ver

Pro meu amigo Gerardo
Que adora uma branquinha
Deixo meu roçado de cana e o alambique
Um terreiro cheio de pato, capote e galinha
Mas se ainda assim ele num se conformar,
Deixo também as porquinha

Pro meu amigo Zé, que é cabra trabalhador
Só quer saber de plantar serra
E viver dos frutos da terra
Deixo uma pá, uma enxada e uma picareta
Pra não ter desculpa nem treta
Pra plantar muito milho, pois nós sonha
Em vir no São João pra comer canjica e pamonha

Pro meu compadre Oton, que depois do aposento
Só quer saber de assistir filme e criar bode
Tem um genro barrida de pêra que lhe toma a pagode
Deixo um roçado de capim pra dar dicumê os bixin
Deixo meu jumentin troteiro e uma ruma de chocalho
Umas fita de DVD e um baralho

Pra comadre margarida, que anda toda enxerida
Porque tem uma ruma de neto bonito
Que ela num para de caducar
Deixo meus porta retrato de palito
Pra encher as parede de foto e o povo todo amostrar

Pra minha amiga Sheyla
Que parece um macho de tão valente
Deixo meus relhos e meus chicotes
Pra botar ordem em tanta gente
Nessa ruma de mulher bonita
E nesses cabras que querem ser parente

Pra Raphaela, mãe da Valentina
Pra ter força de correr atrás dessa menina
Deixo uma academia pra se exercitar
E muita vitamina pra poder aguentar
Se ainda assim num der vencimento
E a bacurinha continuar a todo vapor
Bota a bixinha na escola, pra tirar o juízo do professor

Pra Karine, mãe da pequena Malu
Criança linda e abençoada
Deixo meu bacamarte e meu pitbull
Pra quando ela ficar moça, conter a rapaziada
Que num vai sair da tua porta fazendo zuada

Pra minha amiga Cristiane
Moça faceira e muito bela
Pra ficar cada vez mais espilicute
Deixo um kichute e uma blusa amarela

Pra Karol, a nossa nutricionista
Não vou deixar presente, mas uma missão
Dar um jeito no seu avô Oton
Que tá parecendo uma corda de violão

Pra caçulinha Aline
Que agora inventou de ser modelo
Pra ficar mais na estica
Deixo um implante de cabelo
Deixo também um gigolete e uma pulseira pra tornozelo

Pra Amanda, menina estudiosa
Que além de estudar gosta muito é de dormir
Deixo um travesseiro e um ventilador
Pro seu sono confortar.
Deixo também um despertador
Porque senão ela num acorda pra estudar

Pro meu amigo Waguinho, que é o rei da ração
Gosta de fazer trilha e dirigir com emoção
Mas teve um piripaque do coração
Que deixou todo mundo assustado
Pra ele deixo um aparelho de pressão
E um tênis pra correr
Pois mesmo tendo ficado magro
O bucho teima em crescer

Pro meu amigo Henrique, que num pode esperar
Pra sua herança receber
Deixo uma escavadeira e um trator
Pra estrada da serra fazer
E finalmente terminar
Essa estrada que teima em se desmanchar

Pra Nubia, moça loira e jeitosa
Que adora se arrumar
Deixo uns pó, uns batom e uns esmalte
Pra ficar na estica e se enfeitar

Pra Juliana e o Luan, que não puderam aparecer
E estão muito orgulhosos,
Porque um menino macho vão ter
Deixo uma ruma de fralda e de leite em pó
Deixo também um estoque de maracujina
Porque se for danado como a Valentina
Vão precisar é muito, vocês vão ver

Pro Jorge Henrique e pra Jéssica
Que também não puderam aqui estar
Pra ele deixo uma roupa de linho e um conga
Pra ele se arrumar, e uma bicicleta caloi pra ele ir namorar
E pra Jéssica, uma youtuber de gabarito
Deixo todos os meus cabrito
Pois sei que ela gosta dos bixin
E vai querer ficar com tudin

Leia sobre a origem da queima do Judas AQUI
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*