AS “AVOANTES”

A avoante (Zenaida auriculata) é uma pomba campestre, que ocorre das Antilhas à Terra do Fogo, com distribuição isolada por todo o Brasil, formando bandos compactos na região Nordeste durante a migração.
Essa espécie de pomba chega a medir até 21 cm de comprimento, com o dorso pardo, cabeça com duas faixas negras laterais, e manchas negras nas asas. Em certos períodos representa uma importante fonte de alimentação para populações locais da região Nordeste do Brasil.
Também é conhecida pelos nomes de arribaçã, arribação, bairari, cardigueira, cardinheira, guaçuroba-pequena, juriti-carregadeira, pairari, pararé, parari, pomba-amargosinha, pomba-de-arribação, pomba-de-bando, pomba-do-meio, pomba-do-sertão, pomba-parari, pomba-pararu, rabaçã, rabação, rebaçã, ribaçã e ribação ou rolinha.
A avoante chega no fim do inverno, em bandos, nas caatingas, passando nos lugares onde encontram o capim-milhã, que é sua alimentação preferida. Hoje a caça dessas aves é controlada pelo IBAMA, sendo proibida durante o período reprodutivo que vai de fevereiro a agosto no centro-oeste do Nordeste.
CURIOSIDADES
  • Essa espécie de ave aparece no sertão cearense em épocas de estiagem, tornando-se fonte de alimento para o sertanista.
  • Era chamada originalmente de “Pomba”.
  • No ano de 1845, no municipio de Quixeramobim, uma lei municipal proibiu que se chamasse a ave de “pomba”, sob pena de prisão, a partir de então passou a ser chamada de “avoante”.
Fonte: Wikipédia
Leia mais aqui
Leia mais no JC Online
Veja curiosidades aqui

 HOJE COMEMORA-SE O DIA NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES, DO EXPEDICIONÁRIO E DE RONDOM E O DIA DO CAMPO

Author: Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *