Ceará em versos – Baião

 

Baião
Luiz Gonzaga
Eu vou mostrar pra vocês
Como se dança o baião
E quem quiser aprender
É favor prestar atenção
Morena chega pra cá
Bem junto ao meu coração
Agora é só me seguir
Pois eu vou dançar o baião
Eu já dancei balancê
Xamego, samba e xerém
Mas o baião tem um quê
Que as outras danças não têm
Oi quem quiser é só dizer
Pois eu com satisfação
Vou dançar cantando o baião
Eu já cantei no Pará
Toquei sanfona em Belém
Cantei lá no Ceará
E sei o que me convém
Por isso eu quero afirmar
Com toda convicção
Que sou doido pelo baião
Banner Maker

2 Replies to “Ceará em versos – Baião”

  1. Eu sou jornalista, escritor e funcionário aposentado do BB e já tendo sido vereador por Teresina. Cearense do Aracaty.Moro há 53 anos nesta cidade. Estou escrevendo “Os Cearenses em Therezina”. Posso usar” Coisa de Cearense” como um apoio para o meu trabalho?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*