Henriqueta Galeno

Henriqueta Galeno nasceu em Fortaleza em 23 de fevereiro de 1887. Era filha de Juvenal Galeno da Costa e Silva e de Maria do Carmo Cabral Galeno. Faleceu em Fortaleza no dia 10 de setembro de 1964.

Fez os seus estudos no Colégio da Imaculada Conceição e no Liceu do Ceará, diplomando-se em Direito (1918).

Em 1919 fundou e dirigiu o Salão Juvenal Galeno, que em 1936 passou a se chamar Casa Juvenal Galeno. Sob sua orientação, foi o principal centro de desenvolvimento cultural do Ceará; ali foram criados e instalados o Centro de Estudos Juvenal Galeno, a Ala Feminina e a Editora Henriqueta Galeno.

Foi secretária do pai, cego, enquanto viveu, lendo para ele livros, revistas e jornais diários. Foi professora da Escola Normal e no Liceu. Representou o Ceará no 1° Congresso Feminista, reunido no Rio de Janeiro sob a presidência de Bertha Lutz.

Foi sócia fundadora da Associação Cearense de Imprensa (ACI), e ocupou a cadeira n° 23, da Academia Cearense de Letras, tendo como patrono seu pai, o criador da poesia popular brasileira, Juvenal Galeno.

Publicou estudos sobre Júlia Lopes de Almeida, Maria Quitéria – A Primeira Mulher-Soldado do Brasil e Mulheres Admiráveis, obra póstuma. Patrona da cadeira n° 1 da Academia Nacional de Letras e Artes (RJ). Foi também uma lutadora na luta para que a mulher brasileira tivesse direito ao voto.

1001 Cearenses Notáveis – F. Silva Nobre / Recortes de jornais de época / Jornal Diário do Nordeste-Caderno 3
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*