José Martiniano de Alencar

http://3.bp.blogspot.com/_6f5rTkZd4ng/S6DpRIOQecI/AAAAAAAAEFI/QH2O9a3VCOE/s400/jos%C3%A9+martiniano+de+alencar.bmp

José Martiniano Pereira de Alencar nasceu no Crato, em 16 de outubro de 1794 e faleceu no Rio de Janeiro, em 15 de março de 1860, vítima, provavelmente, de infecção Tifóide. Era filho de Miguel Carlos da Silva Saldanha, Vigário do Crato e Bárbara Pereira de Alencar, e irmão de João Gonçalves de Alencar; Padre Carlos José dos Santos; Joaquina de São José e Tristão Gonçalves Pereira de Alencar Araripe.

José Martiniano de Alencar, padre da Vila de Nossa Senhora da Conceição em Messejana, se unira maritalmente à Ana Josefina de Alencar, sua prima em primeiro grau e com ela teve sete filhos, o que gerou grande escândalo na época. É pai do escritor José de Alencar. São seus filhos:
1. José Martiniano de Alencar Junior (01/03/1829)
2. Leonel Martiniano de Alencar, barão de Alencar (05/11/1832)
3. Tristão Martiniano de Alencar (06/07/1837)
3. Maria Amélia de Alencar (13/08/1840)
4. Bárbara Augusta de Alencar (07/06/1842)
5. Joaquina Carolina de Alencar (23/09/1843)
6. Argentina Adelaide de Alencar (23/03/1850)
7. Carlos Martiniano de Alencar (06/10/1853)

Ao lado da mãe Bárbara de Alencar e dos irmãos Tristão Gonçalves e Carlos José dos Santos, tomou parte da revolução de 1817 e da Confederação do Equador (1824). Foi senador pela província do Ceará de 2 de maio de 1832 até sua morte e, durante seu mandato vitalício de senador, foi presidente da província do Ceará por duas vezes, de 6 de outubro de 1834 a 25 de novembro de 1837 e de 20 de outubro de 1840 a 6 de abril de 1841.

Após se preso por causa da Confederação do Equador, surpreendentemente volta como Presidente da província, e uma de suas ações, foi perseguir e punir o torturador de sua mãe, João André Teixeira Mendes, o Canela Preta, personagem cruel e assassino da Vila de Icó.

Fonte: Wikipédia / O nordeste / Geni (Genealogia)
Leia mais aqui

4 Comentários para: “José Martiniano de Alencar

    • Olá, João Bosco, segue fonte da informação:
      José Martiniano de Alencar nasceu no povoado de Barbalha, então pertencente ao Crato, a 16 de Outubro de 1794 (Diccionário Bio-bibliográfico Cearense-Barão de Studart) – A explicação dessa dúvida está no referido testamento, página 26, observação 1 – Revista do Instituto do Ceará (Ano 1959).

    • Francisca, isso era muito comum na época. Os jovens não tinham opção de escolha como temos hoje, o que os levava a terem vida dupla. Felizmente os tempos mudam e as pessoas passam a ter liberdade de escolha. Obrigada por ler nossas matérias. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*