Serra da Aratanha

A Serra da Aratanha, também conhecida como Serra de Pacatuba é uma serra localizada no norte cearense, na Região Metropolitana de Fortaleza nos municípios de Maracanaú, Maranguape, Guaiúba e Pacatuba, a 30 km de Fortaleza. A serra é um dos maciços residuais dispersos nas depressões sertanejas cearenses. Juntamente com a serra de Maranguape, a serra da Aratanha é praticamente uma extensão do Maciço de Baturité.

É o divisor de águas das bacias hidrográficas dos rios Ceará, Cocó (onde está a nascente). Seu ponto culminante está a 735 m de altitude, sendo o 15° maior pico do estado.

O clima predominante é o tropical quente úmido sendo bastante influenciado pela proximidade do oceano, o que faz com seja uma região de elevados índices pluviométricos.

Sua vegetação em baixas altitudes é a floresta subcaducifólia tropical pluvial (ou mata seca) e floresta subperenifólia tropical pluvio-nebular (mata úmida serrana), nas maiores altitudes.

Trata-se de uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável, APA (Área de Proteção Ambiental), ocupando uma área de 6.448,29 hectares, criada pelo Decreto Estadual de n.º 24.959/99.

Foi palco de uma grande tragédia da aviação brasileira no ano de 1982. O Boeing 727-212 – Prefixo: PP-SRK da VASP, que transportava 137 pessoas (tripulação mais passageiros), às 02h45 da madrugada de 8 de junho de 1982 colidiu e explodiu no local. Todas as pessoas morreram. Era o voo VASP 168, entre as vítimas, estava o empresário Edson Queiroz, proprietário da T V Verdes Mares.

Subperenifólia (Vegetação constituída por árvores verdes, detentoras de grande número de folhas largas e troncos delgados, densa, e o solo coberto por camada de húmus)

Fonte: Wikipedia / SEMACE
Jaqueline Aragão Cordeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*