Tejubode

A cidade de Tejuçuoca, distante de Fortaleza 140 km., é conhecida como a capital cearense do bode. Anualmente, a cidade realiza a Tejubode, feira de ovinos e caprinos que atrai 100 mil pessoas ao município. A feira chega a sua nona edição em 2010, ocupando o Parque de Exposições Joãozão onde o visitante encontrará, durante os três dias de feira, atividades de agronegócios, artesanato, cultura regional, culinária com pratos à base de ovinos e caprinos, concursos chifres de Ouro, noitadas de forró, café com forró, Corre Bode, desfiles de moda fashion bode, concurso de animais de raça, produtos do projeto Continue lendo Tejubode

Dias das mães – 2º domingo de maio

O Dia das Mães também designado de Dia da Mãe teve a sua origem no princípio do século XX, quando uma jovem norte-americana, Anna Jarvis, perdeu sua mãe e entrou em completa depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória da mãe de Annie com uma festa. Annie quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a comemoração e consequentemente o Dia das Mães se alastrou por todos os Estados Unidos e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson: dia 9 de Maio. Continue lendo Dias das mães – 2º domingo de maio

Antonio Conselheiro

Antônio Vicente Mendes Maciel nasceu na Vila do Campo Maior, na cidade de Quixeramobim, no dia 13 de março de 1830  e faleceu em Canudos, no dia 22 de setembro de 1897, era mais conhecido na História do Brasil como Antônio Conselheiro. Figura carismática, adquiriu uma dimensão messiânica ao liderar o arraial de Canudos, um pequeno vilarejo no sertão da Bahia, que atraiu milhares de sertanejos, entre camponeses, índios e escravos recém-libertos, e que foi destruído pelo Exército da República na chamada Guerra de Canudos em 1897. A imprensa dos primeiros anos da República e muitos historiadores, para justificar o genocídio, Continue lendo Antonio Conselheiro

Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 7

O Ceará tem atualmente 184 municípios, com cultura, riquezas e costumes de um povo único. Nessa postagem não vamos destacar detalhes de cada município, mas somente a origem do nome. Clicando no link, você poderá ver informações completas no site ceará.com.br. MULUNGU – O nome Mulungu é denominação de uma planta. Anteriormente se chamava Freguesia de São Sebastião de Mulungu. NOVA OLINDA – Nova Olinda é uma homenagem a cidade Pernambucana de Olinda. NOVA RUSSAS – É uma alusão à cidade de São Bernardo de Russas, a cidade natal do padre Joaquim Ferreira de Castro, o primeiro vigário da capela Continue lendo Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 7

AS “AVOANTES”

A avoante (Zenaida auriculata) é uma pomba campestre, que ocorre das Antilhas à Terra do Fogo, com distribuição isolada por todo o Brasil, formando bandos compactos na região Nordeste durante a migração. Essa espécie de pomba chega a medir até 21 cm de comprimento, com o dorso pardo, cabeça com duas faixas negras laterais, e manchas negras nas asas. Em certos períodos representa uma importante fonte de alimentação para populações locais da região Nordeste do Brasil. Também é conhecida pelos nomes de arribaçã, arribação, bairari, cardigueira, cardinheira, guaçuroba-pequena, juriti-carregadeira, pairari, pararé, parari, pomba-amargosinha, pomba-de-arribação, pomba-de-bando, pomba-do-meio, pomba-do-sertão, pomba-parari, pomba-pararu, rabaçã, Continue lendo AS “AVOANTES”

GAIATICE – CURTINHAS

O que uma nuvem falou para a outra ?– Nuvem que num tem ! O que o cadarço falou para o tênis ?– Eu me amarro em você ! O que uma parede falou para outra ?– Vamos nos encontrar ali no canto ! O que a caixinha falou para o fósforo ?– Não esquente a cabeça não, cara ! O que um escorregador falou para outro ?– Como os ânus passam depressa ! O que o sapo falou para o Bob Marley ?– Reggae, Reggae, Reggae ! O que o rato americano falou para o rato brasileiro ?– Camon, Continue lendo GAIATICE – CURTINHAS

Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 6

O Ceará tem atualmente 184 municípios, com cultura, riquezas e costumes de um povo único. Nessa postagem não vamos destacar detalhes de cada município, mas somente a origem do nome. Clicando no link, você poderá ver informações completas no site ceará.com.br. . LAVRAS DA MANGABEIRA – É uma alusão a atividade que foi exercida no local, a mineração, e o nome da árvore abundante na região, a mangabeira (Hancornia speciosa). Sua denominação original era São Vicente Ferrer de Lavras de Mangabeira, depois São Vicente das Lavras, Lavras e, desde 1911, Lavras da Mangabeira. LIMOEIRO NO NORTE – É uma alusão Continue lendo Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 6

OS INDIOS JUCÁ

Os Jucá eram índios que habitavam as terras do Ceará, nas quais atualemente situam-se os municípios de: Acopiara, Cariús, Iguatu, Saboeiro e Tarrafas. Os Jucá habitavam a região dos Inhamuns. O nome desta tribo aparece, pela primeira vez, na crônica cearense, ligado como tantas outros indígenas, à história dos Montes e dos Feitosas, famílias rivais que encheram os sertões cearense com seus atos de violência. Partidários dos Feitosas, os Jucá prestavam continuada assistência na contenda. Em 1727, se agruparam, sob a direção de um missionário nas margens do rio Jaguaribe, constituindo com os Quixelô, Quixerariú, Cariú e Candandu a Aldeia Continue lendo OS INDIOS JUCÁ

Cidades cearenses – Origem dos nomes – Parte 5

Ceará tem atualmente 184 municipios, com cultura, riquezas e costumes de um povo único. Nessa postagem não vamos destacar detalhes de cada município, mas somente a origem do nome. Clicando no link, você poderá ver informações completas no site ceará.com.br. Segundo Silveira Bueno, Ipu provém do Tupi y-pu, que significa água que surge, que borbulha, quer dizer, fonte, bica. IPUEIRAS – Vem do tupi-guarani y (água), puera (que ja foi e não é mais) e significa lugar raso onde se acumula água. Silveira Bueno, confirma esta versão: rio que corria e já não corre. Assim é o rio Jatobá, o Continue lendo Cidades cearenses – Origem dos nomes – Parte 5

Fortaleza em Fotos – Parte 3

Jaqueline Aragão Cordeiro

Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 4

O Ceará tem atualmente 184 municípios, com cultura, riquezas e costumes de um povo único. Nessa postagem não vamos destacar detalhes de cada município, mas somente a origem do nome. Clicando no link, você poderá ver informações completas no site ceará.com.br. FRECHEIRINHA – Suas origens datam do início do Século XX, quando no local se edificou um nicho de taipa, dedicado em honra à Nossa Senhora da Saúde (1903). Não encontrei referências quanto a origem do nome. GENERAL SAMPAIO – É uma alusão a Antônio Sampaio, morto na guerra contra o Paraguai, e patrono da infantaria do exército Nacional. Sua Continue lendo Cidades Cearenses – Origem dos nomes – Parte 4

Dia 28 de Abril – Dia da Caatinga

Em 28 de abril é comemorado o Dia da Caatinga, bioma pouco conhecido, mas rico em biodiversidade e ambientes distintos, que tem sofrido com intenso desmatamento. Com uma área total de 826.411 km², a Caatinga ocupa cerca de 11% do País e está presente nos estados da Bahia, Ceará, Piauí, Pernambuco, Paraíba, Maranhão, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte e Minas Gerais. Os dois primeiros desmataram, sozinhos, a metade do índice registrado em todos os outros estados. Em terceiro e quarto lugar estão o Piauí e Pernambuco. O estado de Alagoas possui atualmente apenas 10.673 km² dos 13.000 km² da Continue lendo Dia 28 de Abril – Dia da Caatinga

Fortaleza em fotos – Parte 2

É fantástico podermos recordar a Fortaleza antiga nessas maravilhosas fotos, suntuosidade e preservação da memória. Felizmente, muitos desses locais ainda estão preservados. Jaqueline Aragão Cordeiro

Liceu do Ceará

O Liceu do ceará é o terceiro colégio mais antigo do Brasil, pertence ao patrimônio público do estado do ceará, foi criado no período imperial (século XIX), assim como alguns colégios contemporâneos de outras províncias, inspirado nos moldes do Colégio Dom Pedro II, uma instituição-modelo de ensino criada em 1837 no Rio de Janeiro, então capital do império. No intuito de agregar cadeiras já existentes e facilitar a inspeção do ensino público no Ceará, em 15 de julho de 1844, o presidente da província, Marechal José Maria da Silva Bittencourt sancionou a lei n.º 304, criando oficialmente o Liceu: “Art. Continue lendo Liceu do Ceará

Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura é um centro cultural, um espaços de cultura e lazer da cidade de Fortaleza, Ceará (localizado à Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema). Nele são realizados eventos artísticos de nível internacional, bem como serve de espaço para as manifestações culturais diversas. Com 33 mil metros quadrados de área, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura foi construído e equipado dentro de rigorosos padrões mundiais de qualidade. Inaugurado pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado, em abril de 1999, o complexo Continue lendo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura