Bodes e Carneiros, os heróis da resistência cearense

11-IMG-20160116-WA0004

A caprinocultura (criação de cabras) e a ovinocultura (criação de ovelhas) têm se destacado no agronegócio brasileiro. A criação de caprinos, com rebanho estimado em 14 milhões de animais, distribuído em 436 mil estabelecimentos agropecuários, colocou o Brasil em 18º lugar do ranking mundial de exportações.

Grande parte do rebanho caprino encontra-se no Nordeste, com ênfase para Bahia, Pernambuco, Piauí e Ceará. A ovinocultura tem representatividade na região Nordeste e no estado do Rio Grande do Sul.

Carne, pele e lã estão entre os principais produtos. A produção de leite de cabra é de cerca de 21 milhões de litros e envolve, em grande parte, empresas de pequeno porte. Os caprinos têm geralmente uma constituição robusta e são bastante flexíveis na sua alimentação, podendo consumir quase todos os tipos de matéria vegetal, daí um dos motivos por se adaptarem tão bem ao nordeste e suas secas implacáveis.

A ovinocultura tem maior representatividade nos estados da Bahia, Ceará, Piauí e Pernambuco, Rio grande do Norte, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul.

A produção anual alcança 11 milhões de toneladas de lã, principalmente no Rio Grande do Sul, com cadeia produtiva  formada por 35 mil estabelecimentos agropecuários.

A ovinocultura leiteira no País apresenta  potencial para a produção de queijos finos, muito valorizados no mercado.

http://www.agricultura.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*