Jovita Feitosa

Antônia Alves Feitosa – Nascida em Brejo Sêco (Tauá), em 8 de março de 1848. Perdeu a mãe com apenas 12 anos, devido à uma epidemia de cólera. Mudou-se com o Pai para Jaicós (PI).

Tinha 17 anos e pretendia dedicar-se à arte da música, quando tomou conhecimento da Guerra do Paraguai. Largou seus anseios musicais e, escondida e disfarçada de homem, foi à capital alistar-se para ir à guerra “vingar a humilhação passada pelos seus compatriotas nas mãos dos desalmados paraguaios”.

Jovita conseguiu alistar-se, porém, ainda antes de ir para a guerra, foi descoberta: uma mulher percebeu os furos em suas orelhas, apalpou seus seios à força e a denunciou às autoridades. Mesmo descoberta, em 9 de setembro de 1865, Jovita foi ao Rio de Janeiro com os demais voluntários, onde foi aclamada pelo povo e recebeu inúmeras homenagens, discursos e admirações devido à sua atitude patriótica. Contudo, uma semana depois, o então ministro da guerra expediu um ofício impedindo-a de ir aos campos de batalha. Jovita acabou matando-se de tanta infelicidade.

Jaqueline Aragão Cordeiro

One Reply to “Jovita Feitosa”

  1. Pingback: Tauá – Coisa de Cearense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*