José Pedro Soares Bulcão

José Pedro Soares Bulcão nasceu em Uruburetama, no dia 13 de maio de 1873 e faleceu em Fortaleza, no dia 17 de julho de 1942. Pai da atriz Florinda Bulcão. Pertenceu ao Instituto do Ceará e à Academia Cearense de Letras. Foi um jornalista polêmico, político de destaque e orador, tendo exercido dois mandatos de deputado na Assembleia Estadual do Ceará (1921 a 1928). Foi poeta renomado e, segundo Raimundo Girão, “as suas produções líricas, muito bem limadas, encerram o espírito de acrisolado sentimentalismo e invencível melancolia…” Estreou na poesia em 1910 com o original adagiário poético Parêmias, (Filosofia popular Continue lendo José Pedro Soares Bulcão

Pentecoste

Pentecoste está localizada a 89 km da capital Fortaleza. Suas origens remontam ao século XIX, tudo começou por volta de 1862, quando Bernardino Gomes Bezerra, um fazendeiro de Canindé e residente na região praieira do Acaraú, construiu uma casa nas proximidades da fazenda Barrinha, pertencente a Francisco Ferreira Azevedo, a fim de trazer a família para vir passar o inverno. Surgiram em consequência outros moradores, edificando novas residências e contribuindo para a formação do arraial. Certo dia, aproveitando a passagem do padre Francisco da Rocha naquele lugar, Bernardino consultou-o sobre a posição de construir uma igreja naquele local. Em comum acordo Continue lendo Pentecoste

Mestre Aldenir Aguiar

Nome: José Aldenir Aguiar (Mestre Aldenir) Data de nascimento: 20/08/1933 Atividade: Reisado Cidade: Crato (CE) Ano da nomeação: 2004 Reisado é um Folguedo do ciclo natalino, que representa o cortejo dos Reis Magos em peregrinação à Terra Santa, durante a qual faz autos, travando batalhas e apresentando espetáculos. Representando essa tradição há mais de 50 anos, temos José Aldenir Aguiar, cratense, nomeado mestre da cultura do Ceará, em 2004. O Reisado acontece no ciclo natalino, costurado por Natal, Ano Bom e Reis. Mestre Aldenir nasceu e se criou na roça da Vila Padre Cícero e conheceu o reisado por influência Continue lendo Mestre Aldenir Aguiar

Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)

A Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), também conhecida como Grande Fortaleza, foi criada pela Lei Complementar Federal nº 14, de 8 de junho de 1973, que instituía, também, outras regiões metropolitanas no país. Com 4.051.744 habitantes em 2017, a Grande Fortaleza é a segunda mais populosa do Norte-Nordeste. É ainda a sexta maior região metropolitana do Brasil e a 129ª maior área urbana do mundo. A RMF tem como área de influência todo o território do Ceará e oeste do Rio Grande do Norte. A região de influência da Grande Fortaleza é a maior do Norte-Nordeste em termos populacionais. De Continue lendo Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)

Comissão Científica de Exploração

A partir da segunda metade do século XIX, a província do Ceará, por conta das explorações que contemplavam a Mineralogia e a Geologia, a Astronomia e a Geografia, a Etnografia, a Botânica, tudo acompanhado por registros pictóricos, passou a integrar o mapa do País, no sentido de a Região Sudeste, onde se encontrava o poder central, dá-se conta, de modo mais incisivo, da existência de nossa terra, até então entregue apenas a uma visão exótica. Patrocinada pelo imperador Dom Pedro II, a Comissão tinha uma meta ambiciosa: ao colher informações sobre fauna, flora, minerais, geografia, além dos usos e costumes, Continue lendo Comissão Científica de Exploração

Os Jangadeiros do Ceará

Fonte: Jornal O Libertador, em 28/09/1881 Jaqueline Aragão Cordeiro

Itapipoca

O Município de Itapipoca está localizado a 130km de Fortaleza. É conhecida como “cidade dos três climas”, por haver em seu território praias, serras e sertão. Seu desenvolvimento confere à cidade a 12ª colocação entre os municípios mais ricos do estado e a 7ª colocação entre os municípios mais populosos do estado. O topônimo Itapipoca vem do tupi-guarani itá (pedra, rocha), pi (pele, couro, revestimento) e poca (arrebentar, estourar), significando: pedra arrebentada ou rocha estourada. Sua denominação europeia original era Arraial de São José, depois Vila Velha, Imperatriz e, desde 1889, Itapipoca. As terras entre a serra de Uruburetama e Continue lendo Itapipoca

Antonio Conselheiro (2)

Antônio Vicente Mendes Maciel, mais conhecido na história do Brasil como Antônio Conselheiro, nasceu em Quixeramobim, no dia 13 de março de 1830. Líder religioso, adquiriu uma dimensão messiânica ao liderar o Arraial de Canudos, um pequeno vilarejo no sertão da Bahia, que atraiu milhares de sertanejos, entre camponeses, índios e escravos recém-libertados, e que foi destruído pelo Exército da República na chamada Guerra de Canudos em 1897. Fonte: Fundação Demócrito Rocha Jaqueline Aragão Cordeiro

Os sons dos sinos de Seu Getúlio Colares, o sineiro de Canindé

Seu Getúlio Colares é Mestre da Cultura do Ceará, nomeado em 2007, ouça os sons que deixaram o sineiro famoso e nos emociona sempre que ouvimos. Leia mais sobre Mestre Getúlio AQUI Jaqueline Aragão Cordeiro

Grupo de Incelenças de Barbalha

Nome: Grupo de Incelênças de Barbalha Tradição: incelências Cidade: Barbalha (CE) Ano da nomeação: 2012 Tudo começou com o padre Ibiapina, no século 19, que trouxe penitentes da Europa para catequizar os índios do Cariri, Sul do Ceará. Os penitentes eram religiosos que há até pouco tempo se autoflagelavam para livrar a alma dos pecados. Com o passar do tempo, as mulheres, que antes eram limitadas a cantar em velórios, passaram a levar adiante a tradição dos penitentes na região. O grupo de incelenças já existe na comunidade do sitio cabeceiras, na cidade de Barbalha, há mais de um século, Continue lendo Grupo de Incelenças de Barbalha

Tim Maia canta “Padre Cícero”

Música: Padre Cícero Cantor: Tim Maia Ano de lançamento: 1970 Letra: No sertão do Crato, Nasce um homem pobre Porém muito jovem, porém muito jovem Todo mundo vai saber, Quem ele é Este homem estuda, Mesmo sem ajuda Se formou primeiro E no Juazeiro Todo mundo respeitou, O padre Cicero, Padre Cicero, Padre Cicero, padre Cicero Daí então tudo mudou, De reverendo a lutador Desperta ódio e amor, passaram anos pra saber Se era bom ou mal, Mas ninguém Até hoje afirmou Era um triste dia, Pois alguém jazia Cego, surdo e pobre, Cego, surdo e pobre Desse jeito faleceu, Continue lendo Tim Maia canta “Padre Cícero”

Incelenças

As Incelenças são Cantigas de Guarda, Cantigas de Sentinela ou Benditos de defuntos. Derivada da fusão entre certos rituais fúnebres lusitanos e cantigas de origem cristã-nova, o uso das Incelenças remonta aos primórdios da colonização brasileira. Suas matrizes portuguesas remontam uma forma similar de expressão oral denominada Excelência, que, por sua vez, provém de antigas tradições mouriscas, adaptadas à realidade católica. Constituem uma forma de expressão musical típica de localidades do Ceará, Sertão Nordestino, cidades do Vale do Paraíba e, em escala maior, em outras regiões do Brasil. O termo Incelença remete a uma ampla coletânea de pequenos cânticos executados Continue lendo Incelenças

Demócrito Rocha

Demócrito Rocha nasceu em Caravelas, cidade interiorana da Bahia, no dia 14 de abril de 1888. Era dentista e funcionário dos Correios e Telégrafos. Intelectual, foi deputado federal e jornalista combativo. Fundou o Jornal O POVO em 1028. Demócrito Rocha pertenceu à Academia Cearense de Letras, foi sócio fundador do Rotary Club de Fortaleza e morreu em Fortaleza no dia 29 de novembro de 1943. Fonte: Fundação Demócrito Rocha Jaqueline Aragão Cordeiro

Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto (2)

Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto é um grupo folclórico e musical que surgiu ainda no século XIX, tendo como fundador José Lourenço da Silva, o Aniceto. Desde então, vem sendo tocada por seus amigos, filhos e netos, todos agricultores de Crato. Ainda hoje, os integrantes mantêm a tradição de confeccionar os instrumentos com peles de bode ou carneiro esticadas sobre enormes troncos de madeira, com o miolo retirado a golpes de machado. Os pífanos são feitos de tabocas. Fonte: Fundação Demócrito Rocha Jaqueline Aragão Cordeiro

Mestre Panteca

Nome: Francisco Pedrosa de Souza (Mestre Panteca) Data de nascimento: 08/04/1933 Data de falecimento: 07/05/2006 Atividade: boi-bumbá Cidade: Sobral (CE) Ano da nomeação: 2004 Inspirou a criação de mais de 30 grupos de bois existentes em Sobral. Dedicou 40 anos de sua vida à arte. Iniciou a brincadeira quando ainda era feirante com o objetivo de puxar o boi e divertir a família. O amor de Mestre Panteca pelo reisado pode ser visto nas apresentações do seu Boi Ideal. O seu maior objetivo era manter viva essa manifestação cultural, para ele ver o Boi dançando, era motivo de muita alegria. Continue lendo Mestre Panteca